terça-feira, 30 de setembro de 2008

Casaquinho 1

Hoje fica aqui esta minha obra ;)

Olha eu toda orgulhosa :D

É para a pequena ?, que nasce em Outubro.



Agora tenho mais uns a fazer.

São para o pequeno ?, que vai nascer nos meses frios e aqui esta tia emprestada quer que ele esteja sempre muito quentinho;)

Pronto, eu sei, isto tem estado muito parado... mas prometo que um dia destes, um dia em que me permita parar para pensar e sentir, deixo aqui qualquer coisinha!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

quarta-feira, 17 de setembro de 2008




In your heart, you already know

Zen saying

Não foi desta!

Sabia que seria dificil, que estas coisas levam o seu tempo, mas fica sempre aquele fundinho de esperança...

Disse-me várias vezes que não podia esperar que acontecesse logo à primeira, convenci-me que levaria isto com calma...

Mas lá no fundo acreditamos sempre que é desta e depois, depois, quer queiramos quer não, vem a desilusão.

Pois é, parece que não foi desta! Ainda faltam uns dias para o final do ciclo mas já apareceu aquele malfadado spotting a anunciar o fim, a única diferença é que desta vez é mais clarinho...

Mas pronto, depois deste desabafo há que olhar para a frente e preparar o novo ciclo, toca a namorar ;)

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

5 Meses...


Ela acreditava em anjos e, porque acreditava, eles existiam.


(Clarice Lispector: A Hora da Estrela)

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Há Momentos




Há momentos na vida em que sentimos tanto

a falta de alguém que o que mais queremos

é tirar esta pessoa de nossos sonhos

e abraçá-la.



Sonhe com aquilo que você quiser.

Seja o que você quer ser,

porque você possui apenas uma vida

e nela só se tem uma chance

de fazer aquilo que se quer.



Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.

Dificuldades para fazê-la forte.

Tristeza para fazê-la humana.

E esperança suficiente para fazê-la feliz.



As pessoas mais felizes

não têm as melhores coisas.

Elas sabem fazer o melhor

das oportunidades que aparecem

em seus caminhos.


A felicidade aparece para aqueles que choram.

Para aqueles que se machucam.

Para aqueles que buscam e tentam sempre.

E para aqueles que reconhecem

a importância das pessoas que passam por suas vidas.



O futuro mais brilhante

é baseado num passado intensamente vivido.

Você só terá sucesso na vida

quando perdoar os erros

e as decepções do passado.



A vida é curta,

mas as emoções que podemos deixar

duram uma eternidade.

A vida não é de se brincar

porque um belo dia se morre.



Clarice Lispector

terça-feira, 9 de setembro de 2008

De Volta!!



E pronto, acabaram-se as férias!
De volta à realidade!

Ontem tive consulta de aconselhamento genético na Maternidade. Ia nervosa, dividida entre o querer saber e o não querer. Realmente somos estranhos... Mas afinal foi engano, confundiram os exames anatomopatológicos da minha primeira estrelinha com os da Matilde!!

Tivemos a conversa com o médico, que nos disse para avançar, que não haveria problema em engravidar agora, afinal sabemos qual era o problema da Matilde e não acredita muito que apareça mais qualquer coisa. Ainda o que o deixou mais preocupado foi a escoliose da Mariana, não pelo problema em si mas pelo que pode significar, de qualquer forma não considerou que fosse impedimento. No final deu-nos um numero para onde ligar se não recebermos o relatório dentro de 20 dias e só teremos de lá voltar se surgir algum problema.

Também chegaram as más notícias, a L e a anibla perderam os seus bébés! Fiquei tão triste... mas há que não perder a esperança e continuar a acreditar! Um beijinho grande para elas.

5 de Setembro

15 anos de NÓS!!!


24 de Agosto


Olá bebé linda da mãe!
Hoje era o teu dia, aquele em que te ia ter no colo.
Até podia ter acontecido uns dias antes ou depois, mas este foi aquele que o médico deu como a data prevista para o teu parto: 24 de Agosto de 2008.
Não estás aqui, comigo, mas sei que lá, onde estiveres com os teus irmãozinhos, sabes que te amo até ao infinito…
Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A principio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
floresceram comigo.


(Pablo Neruda)

23 de Agosto


Se tivesse sido como a mana, a mãe agora já te tinha no colo.
Talvez fosses como ela, um bebé pequenino e rosadinho, carequinha de olhos azuis; Agora são verdes os olhos da mana, daqueles que vão mudando conforme a luz e a roupa, mas sempre lindos.
Ontem zanguei-me com ela, às vezes tem que ser o que não significa que o amor seja menor, acabou por ir de castigo para o quarto e adormeceu zangada comigo. Hoje fui acorda-la com um beijinho, é que isto de nos zangarmos também nos dói muito, disse-me que não queria, que não gostava de mim, e eu respondi-lhe o de sempre: mas eu gosto de ti, sempre! Não disse nada mas foi-se encostando a mim...
Tem um feitiozinho a tua mana mas é um docinho. Agora está ali aos mergulhos com o pai, toda contente.
Era suposto não virmos para a praia este ano, pois amanhã era o teu dia. O médico foi logo avisando, que se quiséssemos fazer praia tinha que ser em Maio. Afinal foi tudo diferente, acabámos por vir para aqui, onde já não vínhamos há dois anos, e tu já não estás cá...
Agora estou preocupada, há coisas que me estão a acontecer que não costumam ser assim, coisas de mulheres, daquelas que por vezes nos pregam partidas e surpreendem, mas confio que tudo irá bem.

15 de Agosto


Olá bebé lindo da mãe,
A mãe tem pensado muito em ti e nos manos mas és tu quem mais tem passado aqui, pelos meus pensamentos. Faz hoje quatro meses… Sim, já! Como o tempo corre quase sem darmos por ele…
Sei que estás melhor assim, sinto que o teu sofrimento era grande, mas gostava tanto que as coisas tivessem sido diferentes. Daqui a uns dias ia ter-te no colo mas não foi isso que Deus quis para nós e há que seguir em frente…
O pai e a mãe vão voltar a tentar, vamos ver se vos damos um mano/a. A mãe tem muito medo mas também muita esperança, sei que vocês estão aí, minhas estrelinhas e meu anjinho, a olhar por nós e por esse bebé, cuja ideia já amo.
Queria partir para esta etapa com todos os dados na mão mas não foi possível e não adianta esperar, decidimos deixar nas mãos de Deus.
Acredito que tudo irá dar certo, que tudo correrá bem!