sábado, 29 de novembro de 2008

Coisas boas

A par do menos bom que a vida nos vai trazendo, há sempre aquelas coisas boas que nos vão acalentando.
Esta semana, que foi tão complicada, trouxe-me, igualmente, algumas dessas coisas que aquecem o coração...


Obrigada, amiga, por me teres incluído naquele grupo restrito, a quem deste tão grande alegria. Nossa Senhora do Ó está contigo e eu aqui, para o que precisares.

Lisa, querida, a tua princesa é linda e que olhos grandes! Aproveita cada bocadinho, porque, e olha que sei o que digo, passa num instante...

Sara, linda, estou feliz por ti! Agora vive um dia de cada vez, sem medo, acreditando sempre!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Novo Desafio!

Parece que chegou a moda dos desafios! Mais uma vez, fui desafiada pela Catarina, desta vez chama-se "Life Changing Memo" é uma espécie de resoluções de Ano Novo antecipadas, e eu que nunca faço resoluções de Ano Novo! Mas enfim, cá vai:

1º Esta não está só nas minhas mãos mas a parte que me cabe a mim é cumprida, o resto fica nas mãos de Deus... Gostava muito de ter um bebé este ano mas um filho que possa ter no colo, abraçar, beijar e ver crescer em companhia da mana grande...

2º Fazer de tudo para que o projecto para o "palheirito" possa seguir em frente, dê lá por onde der!

3º Perder o medo e ir ao dentista :P

4º Acabar de pôr a casa em ordem e conseguir mantê-la assim :S

E pronto, fica por aqui, ou então isto corre o risco de passar a ser, não uma espécie de resolução, mas os desejos para o Ano Novo!! :P

Entrando em maré de desejos... o Euromilhões também vinha a calhar ;)

Vamos então aos próximos desafiados:

- Felicidade não tem código de barras
- Inamoratti
- O meu castelo
- Vaca na lua
- Viver intensamente

Parabéns Mãe

Mais um dia de festa :D
Desta vez é a minha mãe, que tem direito ao tal beijinho especial de parabéns!


Realmente Novembro é um mês cheio por aqui :P

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Vida...

Nada pode ser fácil nunca...
A vida gosta de nos pregar partidas, ou seremos nós que contribuimos para isso?
Não sei, talvez um pouco de cada!
Às vezes tenho dúvidas, muitas, de alguma vez conseguir mas só às vezes, porque, lá no fundo, ainda não desisti, quero continuar a acreditar!



Vídeo de cbscott19, no youtube

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Porque amanhã...

Pegadas na Areia


Uma noite eu tive um sonho.
Sonhei que estava a caminhar na praia com o Senhor e através do Céu, passavam cenas da minha vida.
Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia;
Um era meu e o outro do Senhor.
Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia e notei que muitas vezes, no caminho da minha vida havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também, que isso aconteceu nos momentos
Mais difíceis e angustiosos do meu viver.
Isso entristeceu-me deveras, e perguntei então ao Senhor:
"- Senhor, Tu disseste-me que, uma vez que eu resolvi seguir-Te, Tu andarias sempre comigo, todo o caminho mas, notei que durante as maiores atribulações do meu viver havia na areia dos caminhos da vida, apenas um par de pegadas.
Não compreendo porque nas horas que mais necessitava de Ti, Tu me deixaste."
O Senhor respondeu-me:
"- Meu precioso filho. Eu amo-te e jamais te deixaria nas horas da tua prova e do teu sofrimento.
Quando viste na areia, apenas um par de pegadas, foi exactamente aí que EU, nos braços...
Te carreguei."

Obrigada pela força :)

Desafio


A Catarina lançou-me este desafio, tenho que "denunciar" 7 vícios meus!

Aqui vão:

Vício nº 1 - A minha filha. Não é original, bem sei, mas é mesmo assim. Chego a sentir saudades mesmo quando ela está na escola!

Vício nº 2 - A minha família. Sem eles não me sinto completa.

Vício nº 3 - Os livros. Sou completamente viciada em livros, sou mesmo uma leitora compulsiva. Não resisto a entrar numa livraria e adoro bibliotecas e afins. Pode-se mesmo dizer que sou livro-dependente!

Vício nº 4 - A música. Está sempre presente no meu dia-a-dia, quase todo o tipo de música. Tenho-a sempre por perto, nem que seja só dentro da cabeça, mas não me peçam para cantar ;)

Vício nº 5 - Os doces, especialmente sobremesas. Sou gulosa bem sei, tento-me disciplinar mas nem sempre é fácil... Nada mesmo!

Vício nº 6 - A Internet. Confesso que sou um pouco viciada aqui na rede. Gosto de passear e navegar por aí. Ora pelo blog, ora pela Artémis, ora por muitos outros sítios que gosto de visitar. Mas atenção, não sou dependente!!

Vício nº 7 - Cinema. Ver um bom filme é sempre bom mas gosto de ter companhia. É especialmente bom ir ao cinema com a filhota, fazer aqueles programas mãe/filha, ela fica toda contente a achar que é grande e a mãe toda derretida ;)

Agora vem a parte melhor, lançar o desafio a mais algumas blogueiras incautas ;)
hehehehehe

Parabéns Mana

E agora aqui fica um grande beijinho de parabéns para a minha mana!

Parabéns Madalena


Já vem com 24 horas de atraso mas não foi por esquecimento da tia, foi mesmo porque ontem não foi possível.

Assim ficam aqui hoje registados os 3 anos da Madalena!

Um beijinho grande para a minha sobrinha linda ;)

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Coisas da Mariana



Desde muito pequena que a Mariana "enche" a casa. Quando chega, parece que entra um pequeno furacão e lá se vai a calma!
Entra sempre cheia de novidades, ideias e muitas teorias, para não falar da energia inesgotável, embora cada vez mais apenas para o que lhe apetece...
Hoje não foi diferente. Vinha feliz com o sucesso que o risco ao lado, penteado que resolveu experimentar de manhã, fez na escola. Além disso, e principalmente, trazia o seu novo tutu para o bailado que vão fazer no Natal, este ano vai ser a Giselle, coisa importante!
Como o tutu é branco e como, normalmente, tem sido necessário aplicar sempre qualquer coisa nestas vestimentas, o que me leva habitualmente a grandes resmungos, lá lhe perguntei, resignada, o que era preciso fazer desta vez...

- Ó mãe! Não é preciso nada, este é um ballet branco!!!

Dha!! Então não se estava logo a ver? Ai a minha ignorância! Mas no final só pensei: ignorante mas feliz! Este ano não vou ter que cozer galões estranhos com linha invisível, ou colar milhentas estrelinhas numa saia sem fim, ou ainda aplicar flores, que tenho que desencantar sabe-se lá onde...
Escusado será dizer, que tudo isto é sempre feito em cima do joelho, porque sua excelência, como é hábito, só se lembra das coisas à última da hora e a mãe, claro, não aprende a lição!!

sábado, 15 de novembro de 2008

7 meses


Pois é, mais um mês que passa...
Às vezes penso se valerá a pena continuar a marcar aqui este dia...
Que significado tem este gesto?
O de relembrar, o de manter a memória?
Mas eu não preciso disto para não esquecer, porque tenho-te guardada no coração todos os dias e para sempre!

Escolhas

As coisas andam um pouquinho baralhadas na minha cabeça...
Até que ponto tem sentido esta luta, esta procura de um novo bebé? Às vezes parece-me que não tem sentido nenhum. Então não estamos tão bem assim?
Valerá a pena todo este desgaste que constitui um ciclo de tentativas seguido de uma desilusão?
Depois há esta ambivalência que sinto, quero um positivo mas também não quero... Tenho medo!
Pergunto-me, queres passar por toda essa ansiedade, por todo esse stress, por todo esse medo outra vez? Não, não quero!
Queres desistir? Também não! Não quando uma grávida ainda me faz impressão, não quando a minha sobrinha mais pequenina ainda me causa um aperto no coração e, principalmente, não quando a Mariana ainda fala tanto na mana/o que um dia terá aqui, com ela.
Devia parar agora, fazer uma pausa por uns meses. Sei que este ciclo provavelmente já não irá dar em nada, a descida de temperatura hoje (5º dpo) dá indicações nesse sentido, e engravidar nos próximos tornará complicados os trabalhos do Verão, o que não seria justo para algumas pessoas e, possivelmente, também não será uma atitude muito sensata, mas o tempo, neste caso, é nosso inimigo e, decidindo seguir em frente, não posso adiar, não posso esperar…
Não é fácil. Como dizia alguém, a vida é feita de escolhas e, se pensarmos que, muitas vezes, estas significam um ponto de não retorno, temos que as pensar bem e procurar escolher da melhor forma possível, para que possamos olhar para trás sem arrependimentos.

sábado, 8 de novembro de 2008

A minha Avó

Este é um dia muito muito especial!


Hoje a minha avó faz 93 anos!!


Representam uma vida. Uma vida cheia de momentos bons mas também, como todas as vidas, de momentos menos bons, que a minha avó soube sempre ultrapassar com a serenidade e a força que a caracterizam.


É uma lutadora, a minha avó. Pequenina, de aspecto frágil, mas grande em tudo o resto!


Hoje e sempre quero dar-lhe um beijinho do tamanho do mundo...

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Para sempre!

Faz hoje 13 anos que soube que já não éramos só dois, tu tinhas entrado nas nossas vidas e já fazias parte de nós para sempre...



E desde então, sou porque tu és

E desde então és sou e somos...

E por amor

Serei... Serás...Seremos...

(Pablo Neruda)

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Don't Give Up

terça-feira, 4 de novembro de 2008

100

E porque é a centésima, merece algo especial.
Assim aqui fica este texto escrito por uma grande mulher!

VIDA!!!

A Vida é uma oportunidade, agarra-a

A Vida é beleza, admira-a.
A Vida é bem-aventurança, saboreia-a.

A Vida é um sonho, faz dele realidade.
A Vida é um desafio, enfrenta-o.
A Vida é um dever, cumpre-o.

A Vida é um jogo, joga-o.
A Vida é preciosa, cuida dela.
A Vida é uma riqueza, conerva-a.
A Vida é amor, partilha-o.
A Vida é um mistério, penetra-o.
A Vida é promessa, cumpre-a.
A Vida é tristeza, vence-a.
A Vida é um hino, canta-o.
A Vida é um combate, aceita-o.
A Vida é uma aventura, ousa-a.
A Vida é felicidade, merece-a.
A Vida é Vida, defende-a.


(Madre Teresa de Calcutá)

domingo, 2 de novembro de 2008

Casaquinho 2

Como prometido aqui está ele!
Espero que a mamã aprove...

Coisas da vida


Há pessoas e situações que, por vezes, nos deixam um pouco perplexos.

Foi o que me aconteceu um dia destes, quando, casualmente, encontrei uma amiga que não via há largos meses. Naturalmente dirigi-me a ela e, qual não é o meu espanto, quando me recebe com uma frieza imensa. Não sei o que se passa ou não passa, sei que a vida dela não tem sido um mar de rosas, como não é a de nenhum de nós, mas as atitudes e posições que tomamos, bem como aquilo que dizemos, são nossas e, para o bem como para o mal, temos que arcar com elas e com as suas consequências, saber admitir a nossa responsabilidade e não procurar desculpas em terceiros só para aliviar o peso das escolhas menos certas que fazemos...

Não lhe quero mal por isto, mas que me deixou perplexa ai isso deixou!