...

Hoje estou revoltada, triste, cansada…
Parece que quase só escrevo quando me encontro assim, meio perdida. Pois é mas foi mesmo por isso que este cantinho nasceu, para me ajudar a ultrapassar certos momentos menos bons, e tem cumprido!
E hoje preciso dele…
Meu Deus estive tão perto, tão perto e, no entanto, esse momento foi-me roubado. Será que merecia? Não, não acredito que alguém o mereça, mas não consigo deixar de perguntar PORQUÊ?
ACREDITEI, como acreditei… ACREDITO, quero continuar a acreditar mas não é fácil.
Às vezes penso se tudo isto será um querer, uma vontade, se não será apenas teimosia, obstinação, ou qualquer coisa parecida…
Para quê toda esta luta, todo este stress, toda esta ansiedade? Afinal tenho uma filha, uma filha que amo com todo o meu ser, uma filha que precisa de mim!
Não, não é teimosia nem obstinação (embora também haja um pouco de ambas…), é, antes de mais, uma vontade imensa de voltar a ser MÃE. Mãe de uma criança no colo, uma criança que veja crescer, rir, chorar e sonhar. Não quero mais anjos, aliás nunca quis ser mãe de anjos!
Está bem, tudo isto está muito certo mas será que voltará a acontecer? O tempo corre contra mim e cada mês que passa, acompanhado de mais uma desilusão, traz uma sensação de batalha perdida, uma vontade de baixar os braços e desistir.
Estou cansada, cansada, cansada…
A magia vai-se perdendo, fica apenas quase que uma obrigação…
Valerá a pena?
Quero acreditar que sim!
Não é fácil…

Comentários

Joana disse…
Maria...
Promete-me que não desistes! Promete, querida...
Olha, quando esse desespero apertar, pensa que não há nada mais forte do que a vontade do ser humano, mesmo quando temos a sensação de que este "pôr à prova" não tem mais fim...
Acredita!

Quero mandar-te um beijinho muito, muito grande!
Ana disse…
A vida por vezes poe-nos a prova das maneiras mais variáveis possiveis, tu mesmo virtualmente de uma certa forma fazes parte da minha vida, porque vivi contigo, felicidade e depois uma tristeza profunda, mas tenho bem presente um caso quase igual ao teu, a minha cunhada tb não consegue ter a sua estrelinha, mas ela não tem nenhuma, podia te dizer que não penses nisso que vas vivendo e logo te acontece uma surpresa, mas quantas vezes já te disseram isso? Eu só te posso enviar um abraço apertadinho,e dizer te para teres coragem... tens um sonho e podes neste momento não acreditar mas VAIS CONCRETIZÁ-LO....

Muitos beijinhos...

Ana luísa
Maria disse…
Hoje estou melhor, a vida é mesmo assim, vamos tendo que nos ir habituando a que as coisas quase nunca são como queremos...

Joana, não desisto, ainda não, e espero não ter que chegar aí...

Ana, linda, obrigada por estares aí, sempre!

Beijinhos grandes
Cristina disse…
Como te compreendo... :-(
E andamos a par...as nossas desilusões,são na mesma altura.

Temos que ter força e optimismo... a ansiedade é nossa inimiga. Eu ando a mentalizar-me...já engravidámos tantas vezes...mais mês menos mês teremos nova estrelinha a brilhar nas nossas barrigas... E desta vez VAMOS TER SORTE!!!!

Um grande beijinho
Maria disse…
É verdade, andamos as duas a par :)
Vamo-nos acompanhando nos piores momentos e, acredito que em breve, também nos bons momentos!

Beijinho grande
Susana Pina disse…
tudo vale a pena nesta vida, mais ainda quando se trata de um filho. Não desistas do teu sonho.
Acredito que a recompensa virá a seu tempo, mas virá.
Um bj grande cheio de força
susana