domingo, 30 de agosto de 2009

Miminho

Porque sabe sempre bem e eu estou mesmo a precisar, aqui vai este miminho em atraso!
Bigada Sofia, por mais um miminho :D


Não há regras, por isso dou-o a todas as mamãs que por aqui passarem ;)

sábado, 29 de agosto de 2009

Hoje...

Hoje estou triste!
Eu sei, isto passa, não é assim tão importante, afinal tenho tantas coisas boas...
Amanhã estou de partida para 1 mês inteiro de campo, não, não são mais férias, e vai-me fazer bem, pelo menos assim espero. Um mês em que não vou pensar em nada disto, tudo fica de lado: temperaturas, testes de ovulação, dufines e outros que tais!
Mas bolas, hoje estou triste!

Mas só mesmo hoje! Porque amanhã é um novo dia e a vida é bonita demais para desperdiçar com tristezas ;)

Ilustração de Virginie Maillard

terça-feira, 25 de agosto de 2009

É tão bom!

Quando te dizem:

- Mãe, estou feliz, estou tão feliz! Não sei porquê mas estou feliz!

Enche-nos a alma e põe-nos um sorriso nos lábios.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Matilde

Olá meu amor!
Por estes dias farias 1 ano, se as coisas tivessem sido diferentes...
Mas não podemos ficar presos aos "ses" nem ao passado, porque a vida faz-se vivendo o presente, essencialmente o presente.
É aqui, minha querida, que tu também estás sempre, no coração da mãe, do pai, da mana e de todos aqueles para quem foste/ÉS importante!
Às vezes a mãe pensa como seria se te tivesse deixado seguir o teu ritmo, e aqui está mais uma vez esse "se"... Sei que te iria perder sempre, porque, filha, tu estavas destinada, desde o início, a ser um anjo.
Não, não me arrependo, apenas porque a decisão foi tomada tendo por base a resposta a duas perguntas que fiz ao médico:

1ª O meu bebé está a sofrer neste momento?
2ª O meu bebé vai sofrer com o processo?

À primeira não me soube responder, porque tudo depende das teorias... Há quem diga que o sistema nervoso só se desenvolve depois do nascimento :S. Mas se já reagias às diferentes músicas... Mas deu-me a entender que sim, que estarias a sofrer, não podias estar bem nas condições que tinhas.
Se a resposta tivesse sido outra, minha querida, nunca faria a segunda pergunta, porque cada momento contigo era precioso!
Em relação a esta questão, garantiu-me que não sofrerias nada, porque seriam tomadas todas as providências para que assim fosse. É que, filha, nesse momento, a minha prioridade foste sempre tu, o resto tinha pouca importância.

Acabei de ler, há pouquinho, um livro chamado "O Cromossoma do Amor", em que uma mãe diz: "Costumo dizer que a Madalena foi feita com tanto, tanto amor que um dos seus cromossomas triplicou!"
Então imagina, filha, o amor tão grande que colocámos em ti. Tão grande, tão grande, que não foi só um cromossoma a triplicar mas "todos"!

Amo-te filha, ontem, hoje, amanhã e para sempre...
Beijo grande, daqui até aí!
Mãe

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Férias Grandes

Estes têm sido dias bons, muito bons... Povoados de banhos de mar, alguns passeios e muita preguiça!
Fizeram-me pensar noutros tempos, em que as Férias Grandes eram mesmo grandes e eu era uma miúda pequena.
Agora parece que temos que agarrar tudo rapidamente, pois o tempo é curto e o que é bom passa depressa. Mas antes, antes vivíamos dias intermináveis, cheios de magia e coisas boas.
Até ao final de Julho ficávamos em Sintra e todos os dias havia brincadeira intensa com os primos. Lá estava o clube em cima da ameixieira, e que frutos tão bons ela dava, as experiências culinárias, as idas à praia (Praia Grande ou Praia das Maçãs, consoante o apetite de quem nos levava) e a festa que era quando víamos o meu avô chegar com gelados para a sobremesa!
Depois era um mês no campo. Mais primos, mais brincadeira, mais dias grandes. A acompanhar, vinham as histór
ias de bruxas e fantasmas, contadas em cima do muro dos pique-niques ao lanche, os passeios de burro, o escorregar nos montes de trigo (o melhor é nem lembrar da comichão que chegava logo depois...) e mil e uma aventuras mais...
Em Setemb
ro rumávamos mais a sul, para um mês e uns pozinhos de praia e, com ela, mais dias de brincadeiras salpicadas de banhos de mar e os tradicionais passeios a Espanha, o barco era sempre uma aventura. Sim, porque na época ainda não havia ponte e a travessia fazia-se de barco, com direito à contagem de alforrecas!
Outubro trazia o fim destes dias grandes e dava início a outra etapa, igualmente importante...
E eram assim passadas essas Férias Grandes de outros tempos, quando tudo tinha um ritmo diferente.
Esp
ero que a Mariana também guarde boas recordações das suas férias, assim um pouco cheias de tudo e muita magia, tal como eu guardo das minhas...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

+ coisas da vida...

Possivelmente ainda não será desta...
Mas tudo isso perde importância perante aquelas partidas da vida, que nos fazem envergonhar da maior parte das nossas queixas.
Foi ontem que me chegou a notícia, uma companheira da Artémis, que tinha perdido um bebé, o Alexandre, às 33 semanas, voltou a perder, agora às 37 semanas, foi o Guilherme...
Mas porquê? Porque tem que ser assim?
Eu sei, eu sei, não há respostas a estas perguntas. Mas não está certo, não é justo!
Neste momento, as lágrimas substituem as palavras. Não há nada a dizer...

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Chegou a nossa vez!


Levo computador e banda larga...

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Miúda


Lá foi a miúda uns dias a banhos!!

E nós por cá ficamos, os dois, com o calor!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Chafarica

As coisas não têm estado fáceis lá para os lados da chafarica!
A juntar à crise de voluntários, temos que pensar que estamos em ano de eleições (um dia ainda me explicarão a relação...) e nos abençoados casamentos!!
Esperemos que fique por aqui, parece que até já temos solução mas, neste momento, já estou por tudo!
Bem que posso dizer que não acredito em bruxas, mas que las hay, hay!

Coisas...

Ai as hormonas!!!
Perseguem-nos, fazem-nos andar no tal turbilhão. Ainda para mais intensificadas, como andam as minhas :S
Mas que seriamos nós sem elas? Não é nada fácil ser mulher mas é tão bom!
Só não era preciso ser tanto assim... Não havia nexexidade!!
Sim, um dia vou encontrar o meu "para quê", aliás, já o vou encontrando todos os dias, simplesmente, às vezes, andamos com uns óculos muito escuros...
As saudades vão estar sempre cá, uns dias apertando mais do que outros, mas sempre presentes, porque um filho não se esquece nunca, nem é substítuivel. Um filho fica guardadinho no nosso coração para sempre, como um tesouro precioso...
Hoje estou melhor. Porque tenho que estar melhor, porque a vida é mesmo assim e eu, e quem me conhece sabe-o bem, não sou de desistir. Tenho os meus momentos, como toda a gente, e estes desabafos fazem bem, ajudam a refazer forças e seguir em frente, porque realmente a vida continua e nós temos de continuar com ela. Temos de vivê-la, não pudemos deixar que ela passe por nós, a vida é preciosa!!!





E sim, ainda que hoje haja neblina amanhã vai estar sol...


Obrigada!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Turbilhão!

Ultimamente a minha vida tem sido assim, como que um turbilhão de sentimentos, de estados de espírito... Tão depressa lá em cima como, no momento seguinte, bem lá em baixo.
Gostava de conseguir desligar e entregar tudo nas mãos de Deus...
Estou cansada!
Pergunto-me muitas vezes "para quê"?
Penso no quanto tenho deixado de fazer apenas porque não me apetece, porque não consigo esse desligar, porque fica a sensação de coisa por cumprir, que não nos deixa seguir em frente...
Talvez, quem sabe, com um pouquinho de esforço um dia consiga esse desligar, esse entregar!

Tenho saudades, imensas, sem fim...
Fazes-me falta!

Sou tão crescida!!!

Para a Mariana com um beijinho da mãe ;)

Hope!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Sol

De regresso do fim-de-semana, algo mais renovada.
Foi boa a mudança de ares e de rotinas. A companhia, o passeio, a feira, os doces continuo gulosa embora não tanto como no ciclo anterior, parece que desta vez o estrofem não atacou tão forte ;)...
E como não há feira medieval que se prese sem um pozinho disto e um pozinho daquilo, não faltou a leitura da sina!
Não, nada de tarot nem leitura das mãos, foi mesmo aquela coisa de tirar uma pedrinha sem ver, e esperar para ouvir o que ela reservou para nós...
Pois é, é brincadeira mas soube-me bem o SOL que me calhou. Parece que significa um ano de felicidade e coisas boas, para mim e para a família! Já não era sem tempo, estou mesmo a precisar de uma coisa assim ;)
Mas o Sol calhou bem, por todos os motivos, para além desse, das coisas boas... É que eu gosto mesmo da luz, dos dias compridos, do calorzinho do Sol... Pronto, gosto do Verão!!
Quanto a este assunto, faço minhas as palavras da Rita Ferro:

Quem disse "só o Verão merece a pena ser vivido"?
Não me lembro do autor, não sei sequer se é vivo, mas continuo a dar-lhe razão.
Comigo o ciclo repete-se, ano após ano: hiberno de Outubro a Março, enrolo-me em mim mesma, embezerro, deixo de gostar dos outros.

E tenho frio, um frio de morte.

(...)
Os primeiros raios de sol, a seguir ao Inverno, são a senha mágica que me devolve à vida, o beijo do príncipe à Bela Adormecida!

Não sei se é por ter nascido no Inverno, nos dias pequenos e no meio do frio, que me sinto tão atraída pelo oposto. Mas a verdade mesmo, é que o Verão me traz sempre um ânimo novo!

sábado, 8 de agosto de 2009

Fim-de-Semana

Vai ser um fim-de-semana em grande!
Boa companhia, festa de anos e viagem no tempo...
Todos os ingredientes para ser um tempo bem passado!
Mais logo rumamos a norte...

Um bom fim-de-semana para todos ;)

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Às vezes...

Às vezes parece-me tão estranho essa coisa de "a vida continua".
Parece tão estranho esse dia após dia, que nos obriga a seguir em frente. Porque, sim, é verdade, continuamos a respirar, a rir, a sonhar...
Às vezes parece tão difícil continuar a acreditar, seja no que for. Manter viva a tal esperança...
Às vezes custa tanto encontrar paciência para tudo, para todos e, especialmente, para mim!
Estou a atingir o limite! Falta-me a calma a tal paz de espírito que tanto gostava de encontrar, para poder então começar a aceitar...

Talvez um dia, não sei quando, a encontre!

(ilustração de Gaëlle Boissonnard)

+ uma sessão!!


Pois é, desta vez não me confundi nem baralhei e lá fui mais uma vez!

+ Prémio!

Desta vez veio da amigaVaca na Lua. Bigada miguita!


Como não podia deixar de ser, o prémio vem com regras:

Exibir a imagem do selo (tá)
Postar o link de quem mo passou (feito)
Bom agora é oferecer a 8 blogs (vamos a isso)
Avisar os respectivos para virem buscar o dito (bem, esta não vou fazer)
.
Biscoitos e Caricias
Em busca dos nossos bebés e não só
Johnny Mary
Maricota
O meu castelo
Eu e os meus sonhos
Cresce barriguita... Cresce

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

A vida é tão contraditória. O que acontece a cada um de nós é uma experiência única, assim como única é também a nossa reacção. Quer ao sofrimento, quer à morte, quer à alegria, quer ao amor. Nenhum conhecimento no mundo te pode curar da solidão nem resgatar-te dos teus medos.

(Marianne Frederiksson - Mãe e Filha)

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Até já :)


E logo ao fim do dia, tão ao fim do dia que às tantas já é amanhã, vou dar o tal beijo repenicado na bochecha da Mariana!