+ coisas da vida...

Possivelmente ainda não será desta...
Mas tudo isso perde importância perante aquelas partidas da vida, que nos fazem envergonhar da maior parte das nossas queixas.
Foi ontem que me chegou a notícia, uma companheira da Artémis, que tinha perdido um bebé, o Alexandre, às 33 semanas, voltou a perder, agora às 37 semanas, foi o Guilherme...
Mas porquê? Porque tem que ser assim?
Eu sei, eu sei, não há respostas a estas perguntas. Mas não está certo, não é justo!
Neste momento, as lágrimas substituem as palavras. Não há nada a dizer...

Comentários

possas amiga...........faz-nos sentir tão pequeninas.........tão egoista nos meus problemas....
que sofrimento!
um beijinho grande p ti e muita força á amiga
:(

Muita força para ela.. sem palavras
Patrícia disse…
Mas como pode acontecer uma coisa destas???nem imaguino a dor que ela esta a sentir neste momento não posso sequer imaginar o que sente uma passoa neste momento. Um grande beijo das carochas
trintona disse…
Andei desaparecida uns tempos e voltei agora para saber desta notícia tão triste... Definitivamente, a vida não é justa, nem meiga. Estas histórias mostram isso mesmo e assustam-me imenso! Beijinhos para ela e boa sorte para ti.
Psicóloga disse…
Às 33 e depois às 37... É duro demais :(

:( :( :(