as voltas da vida...

Faz hoje três anos que, numa manhã quente de sol como a de hoje, saí de casa feliz. Esse ia ser um dia muito especial. E foi! Simplesmente não como esperava. Em vez de me aproximar do céu, conheci o inferno. Perdi um pedaço de mim.
Os acontecimentos desse dia trouxeram uma volta de 180º ao rumo da minha vida. O que até aí era importante, todas as certezas que tinha, tudo o que planeara para os próximos tempos, ficou por ali. As prioridades mudaram, as certezas acabaram. Fiquei presa a uma vontade, a um sonho, ou será antes a uma obsessão? Não sei, talvez um pouco de tudo.
Não sei se algum dia o cumprirei, quero acreditar que sim, que não precisarei de encontrar um basta dentro de mim, porque este sonho que acalento, que de alguma forma me fez seguir em frente, também me tolhe, também me impede de avançar por outros caminhos...

As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudades
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir
  



Porque em cada momento a música me acompanha, esta foi a desses dias...

Comentários

LuscoFusco disse…
Marias,

Minha querida... Há momentos assim, dias assim, uma vida assim... O segredo consiste em conseguirmos sorrir perante as adversidades. A vida há-de recompensar-te. Nunca deixes de acreditar! Nunca...

Um beijinho em cheio no teu coração de ouro!
NuvemM disse…
Olá,

Como compreendo aquilo que sentes. Parece que o mundo desabou em cima de nós. Apesar da minha dor ser muito recente, tenho agora a certeza que o tempo não cura a dor de perder a coisa mais preciosa que se pode ter na vida.
Temos de acreditar que apesar dessa enorme dor, ainda podemos ser felizes, ainda podemos correr atrás dos nossos sonhos.
Estaremos aqui para provar que os milagres acontecem.

Beijos grandes
trintona disse…
Um beijo muito grande de quem entende bem essa dor.