Suplemento

Gostava que desta vez tivesse sido diferente mas não vou fazer disso um bicho de sete cabeças.
D. Gabriela teve alta no dia 7 apenas porque não era o primeiro filho, pois, tal como a mana, perdeu mais de 10% do peso. Veio para casa com a condição de voltar à Maternidade no dia 10, para avaliar o peso e então decidir o que fazer.
Depois de uma noite de "cão", em que sua excelência mamou quase num continuo da meia noite às 5 da manhã, lá fomos nós ter com a Dra. G. Nova pesagem e o diagnóstico: é necessário o suplemento! Logo ali lhe deram 1 biberon de suplemento e a recomendação para dar sempre que ela precisasse.
Segui as ordens à risca, e só lhe dei o biberon quando achei que ela precisava mas parece que não chega... Hoje foi dia de peso no Centro de Saúde, a enfermeira ficou desagradada com a história do suplemento, desagrado que se manteve apenas até pesar a miúda, pois o resultado da balança fe-la correr à médica a saber o que fazer. E de lá vim com a ordem de dar suplemento todas as mamadas depois do peito!
Parece que afinal a vontade não basta quando a natureza não ajuda, e lá vai D. Gabi seguir as pisadas da mana...

Verdade seja dita que o amor e cumplicidade se mantêm, com ou sem maminha, o importante é a forma como tudo se faz!

Quanto à parte das cólicas, saúde e tal, essas coisas que se costumam dizer do leite artificial, tenho por cá a prova de que nem sempre é assim, pois a miúda grande nunca teve cólicas e saúde é com ela, porque isso da escoliose até podia ter mamado até hoje que teria sempre!

Comentários

Marina disse…
Mas ela continuou a perder peso depois de sair da maternidade? Os bebés amamentados engordam pouco de cada vez, 15 a 20 gramas por dia já é considerado bom. E também demoram cerca de um mês a recuperar o peso com que nasceram e ainda não passou esse tempo. A minha Carmo no início teve dias de mamar quase de meia em meia hora e engordava pouco. Se calhar até podias ter esperado mais um bocado antes de dar o suplemento, podia ser que a coisa até se encaminhasse... Ou ter procurado uma conselheira de amamentação...
Beijinhos
Pipa disse…
Eu dei sempre peito ao Miguel, sem suplementos, e ele teve muitas, mesmo muitas cólicas... uma coisa não pode ter nada a haver com a outra.
O importante é que os bébés cresçam e desenvolvam!
Bjs e não stresses com isso!
trintona disse…
Compreendo-te perfeitamente. Eu deixei de dar mama à Madalena aos 13 meses. Eu sei que já foi muito bom e que é diferente de ser logo no início. Mas a verdadeira questão é que o meu sentimento teria sido o mesmo se fosse logo de início e eu queria que a amamentação tivesse chegado aos 2 anos. Confesso que fiquei um bocadinho triste e cheguei a chorar com aquela sensação de que se foi a última coisa que a obrigava a estar comigo. Pura mentira!
Com mama ou sem mama, a minha necessidade dela é a mesma e vice-versa. Não se perdeu cumplicidade nenhuma, nem amor nenhum, nem eu sou pior mãe por isso. E tu também não.
Anónimo disse…
Olá: Tenho dois filhos: um com 14 anos e outro com 17. Ao primeiro dei mama um mês e meio e ao segundo 15 dias. Verdade seja dita odiava dar de mamar e se calhar foi por isso que o leite se foi tão cedo e eles passavam uma fominha que só vendo! Hoje estão os dois grandes, "gordos", corados, saudáveis e recomendam-se. E eu não me sinto menos mulher por ter dado tão pouco de mamar porque os amo de paixão como as outras mães!! Muitas felicidades para ti e para a tua família.
Mamã do Dinis disse…
Olá Maria!
Imagino que te sintas um bocadinho triste e desiludida por a amamentação não te ter corrido como esperavas. Comigo foi ao fim de 15 dias. Imagina o que é ser mãe de primeira viagem e receber a notícia que o meu leite não chegava... Fiquei super triste, achei-me diferente de muitas outras mães que tinham leite com fartura. Ainda assim, durante 5 meses, fiz das tripas coração e consegui dar-lhe um biberão de leite meu que tirei à custa de muitas lágrimas e horas seguidas a bombar. Para o fim, mais resignada com a falta de sorte, dizia que lhe dava como suplemento o meu leite.
Desta vez estou mentalizada, se não der não vou fazer drama, não me vou sentir menos mãe por isso e não vou andar a tomar porcarias para ter mais leite como fiz da primeira vez.
Conheces o meu blog e lá podes encontrar muitas fotos do Dinis: gordinho, feliz e saudável. Basicamente como uma mãe quer um filho.
Um beijo grande e desculpa o testamento ;)
Maria disse…
Não é um drama para mim dar de mamar + o suplemento, já assim foi com a 1ª e ela sempre foi saudável. Gostava que desta tivesse sido diferente, é verdade, mas não faço disso um cavalo de batalha, nem vou tomar nada nem stressar. Como diz o pediatra, não há melhor alimento do que o leite da mãe, desde que esta não ponha em risco a sua sanidade e o bem-estar da família.

Mamã do Dinis, soubeste aos 15 dias que o teu leite não chegava, eu da 1ª soube logo ainda na Maternidade, já saiu de lá com o suplemento.

Se tiver que ser seja, o importante é que cresçam bem :)