quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Gabriela - 1 ano

A Gabriela não nasceu quando quis mas quando a fizeram nascer. E aconteceu assim para descanso de todos e grande alivio da mãe. Não que não gostasse de estar grávida, pois até tenho saudades desses dias, não que não soubesse que a escolha dela seria sempre melhor, porque seria, mas pelo medo, o medo que algo pudesse correr mal naquela ponta final.
Até às 38 semanas tudo ia bem, a anemia estava controlada e apenas a tensão andava tipo carrossel. Apenas, pois, e este apenas tornou-se num problema. O percentil da Gabriela desceu a pique, a tensão passou a modo crescendo e a maldita proteína lá apareceu na urina. Perante este quadro, a mãe teve ordem de ir às urgências da Maternidade logo de manhã, mesmo o CTG não registando ainda qualquer contracção.
Foi uma noite calma, embora acompanhada daquele friozinho no estômago e uma pontinha de ansiedade, afinal esta podia ser a última noite da Gabi dentro da barriga da mãe.
Pouco depois das 7:30h da manhã, do dia 4 de Janeiro, estávamos a sair de casa. Deixámos a Mariana na escola, com a promessa de um telefonema assim que houvesse novidades, e seguimos para a Maternidade de onde, apesar de tudo estar dentro do normal (ctg, tensão e urina), já não saí.
Deu-se início ao processo de indução, primeiro para o amolecimento do colo do útero e depois, lá pelas 15:00h, o medicamento para desencadear as contracções, que entretanto já se iam fazendo sentir.
A mini, teimosa desde a barriga, queria estar de barriguinha para cima, o que em nada facilitou todo o processo, a leitura do ctg foi um tormento e a mãe tinha que estar em posições bem incómodas (a juntar às contracções cada vez menos amiguinhas).
Lá pelas 17:00h, nem sei bem pois perdi completamente a noção do tempo, levaram-nos para a sala de parto. Desta vez disse que sim à epidural sem nenhuma exitação, e, no meio de uma conversa profunda sobre unhas que gel, que teve o condão de me distrair e até fazer rir, lá ma administraram e posso dizer que foi muito bem vinda.
Tudo indicava que seria um parto rápido e fácil, por isso coube à enfermeira tratar dele. A acompanhar-nos estava também o dr. B., sempre presente, e a médica das urgências, que nos "adoptou" pois achou graça ao facto de a filha ter o meu nome. Na minúscula sala de partos ainda estava mais gente e, claro, o pai. Estava nervoso, achando que atrapalhava quis sair mas nada feito, dr B. deu-lhe ordens para ficar e eu também!
No meio do meu medo de já não saber fazer as coisas, e da tirada de que era como andar de bicicleta, lá chegaste tu. Eram 19:40h quando te deitaram em cima de mim. Uma coisinha tão pequenina e que não chorava. Assustei-me. Então abriste os olhos e choraste, o suficiente para acalmar o meu coração aflito. O pai, feliz, sacou do telemóvel e guardou o momento para sempre. É uma fotografia desfocada, sem técnica nem qualidade, mas tão cheia de amor que a torna única e perfeita!
O que senti? Não é fácil transformar em palavras sentimentos tão avassaladores. Lembro-me do silencio, pelo menos aquele que se fez em mim, pois a partir do momento em que te puseram em cima de mim, tudo o resto se apagou e eras só tu e eu. Quando abriste os olhos e os colaste nos meus encheste-me o coração e tomaste posse completa de mim. Sou tua por inteiro, como também sou da mana, porque coração de mãe não se divide, multiplica-se!

Muitos Parabéns, filha, por este 1º aniversário!!


Gosto de ti, para lá do infinito!!

10 comentários:

Magda E. disse...

parabéns para a gabriela que é uma menina tão linda! Parabéns para ti tb, pois mereces!!!

© ●TéTé £ XαVιєR● disse...

Parabéns à tua Gabriela, pelo seu 1º de muitos anos de vida!
Estão todos de parabéns, em especial tu...
Que a Felicidade abunde nos vossos corações, hoje e sempre :)

Feliz Ano Novo com tudo de bom!

Beijos
Tété & Xavier

Xana disse...

Parabéns à Gabriela e à mamã coragem pelo 1º aninho de vida desta linda princesa!!!
Ao ler o teu texto relembrei o parto da Maria, e daquele momento a que nós, mamãs de anjos, tanto valorizamos e tanto ansiamos: ouvir o 1º choro! Algo tão simples mas tão importante!!!
Um enorme beijinho

Mamã do Dinis e do Manel disse...

Parabéns Gabi!!!
Como o tempo passa, ainda me lembro de ler a mensagem em que partilhaste connosco a tua gravidez e num instante passou o tempo. Desejo-vos as maiores felicidades. Beijo grande.

Ana Maldivas disse...

Muitos parabéns à Gabi e mamã!!!

Sónia disse...

Muitos parabéns à Gabriela e à mamã!!!
Beijo enorme :)

Pipoquinha disse...

Parabéns às duas :)
Como eu entendo o medo que sentias...
Beijo grande

Marlene, Simão e Martim disse...

Parabéns à Gabriela, mamã, papá e mana.
Que a vida vos sorria sempre.
Beijos doces

Rosalino disse...

Atrasados. Mas sempre a tempo (acho eu). Parabens e um sorrisos enorme para voces

Cris ♥ disse...

Parece que cheguei atrasada :( Um beijinho grande à Gabi e muitos parabéns.
Ler este post fez-me ficar de água nos olhos e recordar a minha gravidez da qual tenho umas saudades imensas!!!
Beijinhos para as 3