segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Em jeito de desabafo

Por aqui isto tem andado paradinho, mesmo o que vai sendo escrito é nada ou pouco mais do que isso. Não, não é falta de tempo, bem, um pouco, mas não principalmente. Também não é falta de vontade, não, é mais desmotivação, desencanto...
As coisas não têm sido fáceis e há momentos em que o positivismo é mais difícil de manter, em que me questiono sobre isso de correr atrás de sonhos... Olho para trás e vejo-me assim, nessa corrida em busca do sonhado, sem desistir, podendo levar mais ou menos tempo mas chegando lá. E para quê? Pois, podia ter sonhado outra coisa mas não, o meu sonho era este e foi atrás disto que corri. Um dia alguém ganhou um prémio com um texto sobre a pior profissão do mundo e, ironia das ironias, era a minha...
Se me arrependo? Não. Talvez, se tivesse percorrido outro caminho, tivesse mais segurança na minha vida. Talvez, mas não é garantido e, certamente, seria muito menos feliz!


Realmente há dias assim, mas amanhã é já outro dia! ;)

7 comentários:

Pipoquinha disse...

Espro que o sol volte a brilhar e que seja só uma fase...mas há dias assim!
Beijo grande

akombi disse...

Todas nós passamos por dias/fases assim, vais sair mais forte e com mais ânimo.

Um abraço apertado.

Cris ♥ disse...

Espero que estes dias terminem e que essa nuvem escura desapareça depressa.

Beijinho

trintona disse...

Amanhã é mesmo outro dia!

mãeee disse...

Como te entendo amiga. Nós e os sonhos e as consequências de perseguir sonhos.
Einstein (acho eu) disse: Somos livres de fazer uma escolha. Mas ficaremos para sempre reféns das consequências...
E esta frase não me larga nos últimos dias
beijo grande e abraço daqueles:demorados, quentes e apertados

Duchess disse...

Tenho pensado tanto nisso que nem imaginas. deixei a carreira a meio gás e sinto que estou na terra de ninguém. Hoje uma colega que seguiu o caminho inverso disse-me que gostaria de ter feito a minha escolha. Pois...

Maria disse...

E a moral da história é que nunca nada é perfeito... Mas se fosse não tinha graça, pois não?