domingo, 15 de abril de 2012

Olá meu bebé pequenino

Quatro anos...
Sim, já são quatro mas, para mim, serás sempre o meu bebé, a minha pequenina guerreira, a minha filha de nome doce.
Como serias? Assim como a mana grande, cheia de actividade e a falar pelos cotovelos? Ou como a mana pequenina, mais caladinha mas de ideias fixas? Possivelmente serias um pouquinho de tudo isto e muito de ti própria, um ser único e especial, como todos os filhos o são.
Sabes filha, queria dizer-te tanta coisa mas as palavras embrulham-se nos sentimentos e depois... depois não sai nada de tão intenso que é tudo. Mas quero que saibas o quanto te gosto, o quanto sinto a tua falta, embora  te tenha sempre presente, aqui, guardada no coração.
Amo-te minha querida, todos os dias e sempre!
Um beijo daqui até aí...
Mãe




I'm sending you away tonight

I'll put you on a bird's strong wing
I'm saving you the best way I know how
I hope again one day to hear you sing

7 comentários:

Sónia disse...

Beijo grande

*sara* disse...

Beijocas com amor ...

Magda E. disse...

tens toda a razão...todos os filhos são especiais... mesmo aqueles que às vezes não chegamos a adormecer no colo... beijinhos muito grande*

Rosalino disse...

Sabes...li muitas vezes estas tuas palavras.
E revi-me na minha situação como Pai muitas vezes.
Não conseguia comentar...dizer algo que fosse.
Fica em primeiro lugar uma lágrima para contigo.
Mas deixando ao terminar um sorriso:
Porque a lembrança pode ser dolorosa, mas sempre nos faz despertar para os que cá tens e que precisam desse teu Amor Maternal.

Rosalino

Cris ♥ disse...

Perder um filho, seja em que altura for, deve ser demasiado doloroso!!!
Um beijinho doce.

PauLLa disse...

Um bj gd com mt carinho....
Hoje vim espreitar alguns blogs :)
beijinhosss

Duchess disse...

Um abraço tão mas tão apertado, que terias de me pedir para te largar.
***